PESQUISE A BIBLIOTECA DO NOTICIÁRIO-EVANGÉLICO

Wednesday, June 29, 2011

Seja um vaso de bençãos



29 de junho de 2011 _

www.portasabertas.org.br


"Mas temos esse tesouro em vasos de barro, para mostrar que este poder que a tudo excede provém de Deus, e não de nós. "
2 Coríntios 4.7

Cultura Evangélica,

O apóstolo Paulo nos mostra no texto acima um aparente paradoxo: tesouros em vasos de barro. O Senhor se revela como o Oleiro (Jr. 18), e nós, como sua criação, somos o barro do qual é formado um vaso utilizado conforme a Sua vontade.

O preparo para este vaso é intenso. Tão frágil, era usado para guardar desde água até pergaminhos e tesouros.

Feito de água e lama, o que torna consistente, o vaso é moldado pelas mãos do Oleiro, que durante o manuseio sente as imperfeições e as escórias que possam existir.

Trabalhando lenta e manualmente, o Oleiro busca moldar o vaso para o fim que Ele deseja.

Deus colocou o seu tesouro precioso em nós, a vida Dele que age de acordo com o Espírito em cada vaso de barro. Disponha-se a ser moldado por Ele e para Ele em todas as circunstâncias!

Carla Priscilla
Portas Abertas Brasil

A notícia de destaque da semana:

Bíblia pode ser proibida no Paquistão
PAQUISTÃO (11º) - Deus é soberano. Ele pode todas as coisas, tem todo o poder e autoridade, faz as coisas como lhe apraz, para refletir a Sua glória. No Paquistão, um líder muçulmano está fazendo o possível para proibir a Bíblia. Ele diz ainda só mudaria de ideia se pudesse retirar alguns trechos dela.

Igreja no Egito passa por mudanças profundas
EGITO (19º) - A Igreja Perseguida sofre por ser moldada em Jesus, e nós, com irmãos, podemos ajudá-los a permanecerem firmes. Ore por países como o Egito. A Igreja neste país está passando por uma profunda reformulação diante da instabilidade política.

9º Curso para líderes de Ministério com Crianças

Uma Bíblia e uma bola podem levar muitas crianças para Jesus. Aprenda a usar o esporte e a recreação junto com estudo bíblico e discipulado para pequenos grupos infantis. Sábado, dia 02/07/2011 9h, às 16h, em São Paulo (SP). Inscrição individual: R$ 25,00, em grupo R$ 15,00. Para mais informações acesse: http://treinamento.em.org.br

 
.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


LANÇAMENTO
DVD Mulheres da Igreja Perseguida por R$30,00






Tuesday, June 28, 2011

Homofobia não existe no Brasil

Homofobia não existe no Brasil. Se existisse, os homossexuais seriam escorraçados da Av. Paulista

Qualquer cidadão brasileiro (por mais analfabeto que seja), qualquer político governante desta nação que procurar se inteirar, ir a fundo sobre essa questão de homofobia, levantada por uma parte menor da sociedade brasileira, chegará à verdadeira conclusão de que não existe homofobia nesse país e em nenhum estado desta nação por parte dos cristãos, principalmente dos evangélicos.

Táticas políticas: Marta Suplicy altera nome do PLC 122 para enfraquecer opositores

Marta Suplicy quer mudar nome e número do PLC 122 a fim de enfraquecer a oposição

A senadora Marta Suplicy disse neste domingo, antes do início da Parada do Orgulho LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) em São Paulo, que algumas mudanças devem ser feitas no Projeto de Lei (PL) 122, que criminaliza a homofobia. Segundo ela, a ideia é repensar o nome do projeto para fazer com que seu conteúdo seja aprovado.

“Estou tentando fazer um acerto para que não tenhamos tantos opositores ao projeto, mesmo que isso acarrete em algumas mudanças que não são boas. Estamos pensando em como fazer passar o conteúdo do PL 122, sem o número 122″, disse.

Segundo a senadora, a mudança do nome ajudaria a tirar a “imagem demonizada” que foi associada ao projeto. “O nome ficou muito complicado de se aprovar, o que, no conteúdo, não é mais complicado. Temos um conteúdo mais ou menos acordado. O que está difícil de acordar é o que fazemos com esse número, porque demonizaram tanto que eles não sabem o que fazer agora para dizer que o demônio não é mais demônio”, declarou Marta Suplicy, referindo-se aos opositores do projeto. No conteúdo, a senadora explicou que a principal mudança prevista será no texto do Artigo 20 do PL. “Antes era bem complexo. Conseguimos um meio termo”, disse.

A senadora também comentou a demora na tramitação da matéria no Congresso nacional. “Se formos pensar, foram 16 anos para se ter no País uma possibilidade real de cidadania para a comunidade LGBT referindo-se à aprovação no Supremo Tribunal Federal do casamento entre pessoas do mesmo sexo. E não foi o Congresso Nacional que aprovou. O Congresso Nacional, nesses 16 anos, se apequenou, se acovardou e não fez nada em relação à comunidade LGBT”, declarou a senadora.

Para que o projeto seja aprovado, ela acredita que a luta não deve se concentrar na tentativa de convencer a bancada religiosa a mudar suas convicções, mas em atrair uma parte do Congresso Nacional que ainda não se manifestou sobre o PL 122. “É essa parcela do Congresso Nacional que tem que ser conquistada”. A aprovação do projeto de lei é o principal tema da 15ª Parada do Orgulho LGBT que ocorreu hoje na avenida Paulista, em São Paulo.

Fonte: Terra

Comentário da Redação - Como o conteúdo do projeto permanece o mesmo, o que Marta Suplicy deseja é "enganar" a população evangélica brasileira e, com isso, enfraquecer a oposição ao projeto de lei anti-homofobia, mais conhecido por "ditadura gay", que pretende, pretensamente, combater o ódio e a discriminação criminosa praticada contra homossexuais. Na prática, estabelecer-se-á a criação de privilégios especiais para a classe homossexual, intimidando e estabelecendo uma espécie de ditadura no país. E, numa tentativa desesperada, Marta Suplicy tenta "remaquear" o projeto, para enganar a classe evangélica. Em política, quando se é minoria ou não se tem um direito claro e límpido, tenta-se vencer no grito. Se tudo falhar, entram em cena as manobras políticas e suas táticas mesquinhas, características daqueles que sabem que só poderão vencer através do engano. Eis aí a nova tática para aprovar a "ditadura gay": alterar a aparência do projeto, para que não haja oposição à sua aprovação. A Bancada Evangélica que se cuide, pois de sua performance frente a toda essa bandalheira, a classe evangélica, bem esclarecida, saberá dar a devida resposta nas urnas. Alguns políticos já foram penalizados nas urnas nas últimas eleições, inclusive a mentora desse projeto. Parece que muitos políticos conhecerão, nas próximas eleições, a posição da classe evangélica brasileira frente a leis injustas, imorais e ditatoriais. - Pr. Wagner Cipriano

NOTICIÁRIO EVANGÉLICO no Twitter Visite, conheça e acompanhe o Buzz da Cultura Evangélica e Coloque-o no seus Favoritos - Esperamos você Visite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

Juiz reafirma sua convicção em continuar anulando casamentos gays

Juiz afirma: continuará anulando casamentos gays

Em entrevista exclusiva exibida ontem no programa Fantástico, da Rede Globo, o juiz Jeronymo Villas Boas falou sobre sua decisão e negou ser homofóbico.

No último dia 18, Jeronymo Villas Boas, juiz de Goiás, mandou anular a união estável de um casal gay. Em entrevista exclusiva ao Fantástico, o juiz falou sobre sua decisão e negou ser homofóbico.

A assinatura histórica, que se dependesse do casal homossexual que se casou em Goiás duraria para sempre, valeu por pouco mais de um mês.

“[O juiz] comparou o nosso ato para o cartório como um ato criminoso, de um roqueiro que tira a roupa durante um show no palco”, diz o jornalista Léo Mendes.

Odílio e Léo foram ao Rio de Janeiro fazer outra escritura de união estável. “Sim! E não há juiz nesse país que irá nos separar”, disse Léo, na cerimônia.

A cerimônia se transformou em um protesto coletivo: 43 casais homossexuais firmaram compromisso em cartório, inclusive, Odílio e Léo.

Mas eles nem precisavam ter viajado. A corregedora de Justiça de Goiás Beatriz Figueiredo Franco anulou a sentença do juiz e deu validade ao primeiro documento assinado pelo casal. “Eu achei por bem tornar sem efeito a decisão, dado o alcance administrativo que esta significava”, diz a corregedora.

O Fantástico foi a Goiás encontrar o juiz Jeronymo Villas Boas que contrariou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de aceitar a união estável de pessoas de mesmo sexo. A equipe de reportagem chegou no momento em que ele recebia a notificação da corregedoria, revendo a sentença.

Perguntado se não teria medo de uma punição, ele responde: “Medo não faz parte do meu vocabulário”.

Mineiro de Uberaba, 45 anos, casado, pai de dois filhos e vice-presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros. Jeronymo Villas Boas é juiz há 20 anos e diz que se baseou na lei para tomar sua decisão.

“O que neste ato pretenderam os dois declarantes é obter a proteção do estado como entidade familiar. Os efeitos jurídicos que se extrairia disso são efeitos jurídicos de proteção da família. Eles não são uma família”, afirma.

Ele argumenta que se ateve ao conceito de família definido pela Constituição brasileira. “Declara no artigo 16 que constitui família o núcleo formado entre homem e mulher. E dá a esse núcleo uma proteção especial como célula básica da sociedade. Família é aquele núcleo capaz de gerar prole”.

Para o juiz, a união estável de pessoas de mesmo sexo contraria esse conceito constitucional. Na opinião dele, casais gays não teriam como constituir nem família nem estado. “Se você fizer um experimento, levando para uma ilha do Pacífico dez homossexuais e ali eles fundarem um estado, sob a bandeira gay, e tentarem se perpetuar como estado, eu acredito que esse estado não subsistiria por mais de uma geração”, argumenta.

A posição do juiz vai contra a interpretação do Supremo Tribunal Federal sobre o que é uma família. “O ministro-relator Ayres Britto disse que a Constituição apenas silencia e, portanto, não proíbe a união homoafetiva. Em linguagem poética, o relatório dele, aprovado por unanimidade, diz que família é um núcleo doméstico baseado no afeto e que os “insondáveis domínios do afeto soltam por inteiro as amarras desse navio chamado coração”.

Religião

Desde o ano passado, o juiz Jeronymo Villas Boas é também pastor da Igreja Assembleia de Deus, que frequenta toda semana. Para os que o acusam de fundamentalismo religioso, Jeronymo Villas Boas diz que já tomou decisões contra a sua própria igreja, negando pedidos de isenção de impostos. E afirma ter outras inspirações. “As pessoas, talvez, possam querer me criticar porque eu tenho uma forte influência marxista”, diz o juiz.

De Marx, o fundador do comunismo, a Martin Luther King, de quem tem um imenso painel. “O Martin Luther King foi um defensor da igualdade racial, mas também foi um defensor da família”, destaca.

Em uma biblioteca contígua ao gabinete dele, Jeronymo mostra à equipe de Vinicius de Moraes, ao famoso ensaio do psicanalista Roberto Freire sobre o desejo, e até uma bíblia em hebraico.

Diz que lê de tudo, sem preconceito. Mas não nega a influência de seus princípios religiosos. “A Constituição brasileira foi escrita sob a proteção de Deus. Querer que um juiz, que professa a fé evangélica, não decida questões que envolva conflitos, muitas vezes, de natureza política, social ou religiosa é negar a independência do juiz”, pondera.

E afirma que vai tomar a mesma decisão sempre que houver casos semelhantes. “Já solicitei de todos os cartórios que me remetam os atos que foram praticados a partir de maio deste ano para análise”, avisa.

O repórter pergunta se ele sabe que irá enfrentar uma briga, e Jeronymo responde: “Não há problema. Se o juiz tiver medo de decidir, tem que deixar a magistratura. Juiz medroso ou covarde não tem condição de vestir a toga”.

Já quando perguntado sobre o que fará se for enquadrado pelos superiores, argumenta: “Eu tenho direito de defesa. Se me punirem sem o direito de defesa, nós entramos no regime de exceção”, afirma.

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal, se diz perplexo com a atitude de Villas Boas. Para o ministro, nenhum juiz está acima das orientações do Supremo. “No meu modo de ver, a reiteração dessa prática por esse magistrado vai revelar a postura ostensiva de afronta à Suprema corte. Isso efetivamente vai desaguar em um processo disciplinar junto ao Conselho Nacional de Justiça”, alerta Fux.

Fonte: G1


Comentário da Redação: As questões sobre casamento gay é apenas uma ponta do iceberg dos propósitos da "agenda gay" de estabelecer no Brasil uma "ditadura homossexual". Eles querem passar um cala boca no país e intimidar a livre expressão de pensamento. No contexto da união estável entre homossexuais, o meritíssimo magistrado apenas manifestou sua livre convicção, no exercício de seu direito constitucional à liberdade de expressão. Dentro desse parâmetro, a própria legislação é pacífica: não há crime. O Estado não pode continuar criando leis que dão privilégios a determinadas classes e penalizam outras. O Estado não pode obrigar o cidadão a pensar dessa ou daquela forma. Não estamos numa ditadura, onde se impõe o que se deve pensar. O  pensamento é livre e garantido na Constituição. Se a liberdade vale para as artes e toda forma de expressão humana, também vale para os pensamentos, opiniões e convicções. Se tais absurdos jurídicos continuarem, teremos que destruir, por exemplo,  todas as obras de arte que apresentarem "nus artísticos", por configurarem atentado ao pudor. Os aplicadores das leis que se cuidem, pois a loucura está tomando o lugar da sabedoria. Já existem leis suficientes para penalizar os crimes em todas as suas formas. Não há que se cuidar em criar privilégios especiais para qualquer classe, sob pena de perverter o direito já estruturado e amplamente aprovado. Vai aqui nosso aplauso para o Juiz Jeronymo Villas Boas. Segundo os fundamentos jurídicos ele tem amplo direito de decidir segundo suas convicções, e segundo a hierarquia jurídica, o STF continua tendo o direito de anular as decisões de instância inferiores. Cada um segue, democraticamente, manifestando suas opiniões. Isso é tipico da democracia. E, se vivemos num país democrático, todos estão se manifestando, sem contudo, praticarem algum delito. É liberdade de expressão. -  Pr. Wagner Cipriano

NOTICIÁRIO EVANGÉLICO no Twitter Visite, conheça e acompanhe o Buzz da Cultura Evangélica e Coloque-o no seus Favoritos - Esperamos você Visite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

Saturday, June 25, 2011

Biblioteca Evangélica: A Bíblia Sagrada, o Homossexualismo e a Liberdade ...

Biblioteca Evangélica: A Bíblia Sagrada, o Homossexualismo e a Liberdade ...: "PL 122/2006 x Bíblia Sagrada -Esta leitura é para quem crê em Deus e na Bíblia Sagrada. Primeiramente, afirmo qu..."

Visite, conheça e acompanhe o Buzz da Cultura Evangélica e Coloque-o no seus Favoritos - Esperamos vocêSiga-nos no TwitterVisite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

Evangélicos ensinam: sexo somente depois do casamento

Mobilização para sexo depois do casamento chama atenção na internet
A Mobilizando o Brasil, uma ONG sem vínculos denominacionais promove uma mobilização bastante relevante para os dias atuais, trata-se do movimento Eu Escolhi Esperar que encoraja jovens solteiros a ter relações sexuais somente depois do casamento.

A MOB trabalha com este tema há mais de 20 anos, promovendo acampamentos, cultos e seminários sobre esse e outros temas relevantes para adolescentes e jovens.

Esses encontros geralmente são ministrados pelo pastor Nelson Júnior, que também é teólogo e um dos coordenadores da Mobilização Eu Escolhi Esperar, além desse tema o pastor também trabalha outros projetos como “Amigos do Noivo”, “Pureza e Santidade”, “Adoração e Intercessão” entre outros.

Na última segunda-feira, 20, a MOB realizou uma Twitcam (transmissão de vídeo ao vivo pelo Twitter) do quadro chamado #PapoAberto, um programa web que fala exclusivamente sobre amor, relacionamentos, sexo, namoro, corte, noivado e etc. A transmissão começou por volta das 21h e logo a hashtag #EuEscolhiEsperar chegou ao topo dos assuntos mais comentados no microblog.

O programa teve a participação especial do cantor e compositor Marcos Almeida, da banda Palavrantiga que possuí uma música chamada “Esperar é caminhar”.

Entre mensagens de gozação e chacotas, muitos internautas se manifestavam dizendo que optaram em participar dessa escolha de esperar até o casamento para ter relações sexuais.

Aliás, o maior objetivo da MOB é ajudar os jovens que já decidiram esperar. “Muitas pessoas já tomaram a decisão de ‘esperar no Senhor’, porém não é uma decisão fácil. E manter o compromisso para muitos se torna um fardo pesado,” disse Nelson Júnior.

Para saber mais sobre essa mobilização acesse: www.euescolhiesperar.com.

Fonte: Gospel Prime

NOTICIÁRIO EVANGÉLICO no Twitter Visite, conheça e acompanhe o Buzz da Cultura Evangélica e Coloque-o no seus Favoritos - Esperamos você Visite: Mensagens Bíblicas do Livro de Apocalipse, Notíciário Gospel, Bíblias Eletrônicas Free, Estudos Bíblicos

Thursday, June 23, 2011

Cassada decisão que anulou união gay

Tribunal cassa decisão do juiz goiano que anulou união gay estável

Juiz declara: cancelei união gay orientado por Deus

Deus me incomodou, como que me impingiu a decidir”, disse o juiz Jeronymo Villas Boas, que cancelou um registro de união estável de um casal de homens na semana passada, em Goiânia.

A declaração do magistrado foi dada na manhã desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados, em um ato das frentes parlamentares Evangélica e da Família e de lideranças evangélicas em defesa do juiz.

Maconha "emburrece" afirma estudo

ESTUDO ADVERTE: FUMAR MACONHA EMBURRECE, SIM!

Wednesday, June 22, 2011

Psicóloga fala dos perigos da legalização das drogas

“Rasgo meu diploma se provarem que maconha não faz mal” diz psicóloga

A afirmação foi da psicóloga Marisa Lobo que, em palestra, falou dos perigos que a legalização da droga pode trazer aos adolescentes.

Por iniciativa do vereador evangélico Valdemir Soares, a audiência pública contra a legalização da maconha que aconteceu na última sexta-feira em Curitiba conscientizou os presentes sobre os problemas gerados pelo consumo e comércio ilegal de drogas, além de defender a proibição de eventos que façam apologia ao uso de entorpecentes.

ALERJ rejeita PEC 23/2007

Vitória evangélica e da campanha do Pastor Silas Malafaia: PEC 23/2007 foi rejeitada por um voto na Alerj

A PEC 23/2007 que “visa acrescentar orientação sexual no rol das vedações a discriminação da Constituição do Estado do Rio de Janeiro” foi rejeitada por volta das 22 horas desta última terça na Alerj. A pauta foi taxada de “PLC 122 carioca” e recebeu grande recusa dos seguidores do Pastor Silas Malafaia, que fez intensa campanha contra a proposta.

Tuesday, June 21, 2011

ICEC planeja resgatar igrejas da ideologia liberal

A fim de recuperar as igrejas enganadas pastores criaram a Comunhão Internacional das Igrejas Evangélicas.
Membros da ICEC também têm planos de levar 5 milhões de almas a Cristo. Um grupo de pastores evangélicos lançou uma nova rede que visa alcançar igrejas americanas que caíram na ideologia liberal e lutam pelo retorno total dos valores e princípios bíblicos nestes locais.

Respeite o ciclo da vida




21 de junho de 2011 _
f
www.portasabertas.org.br


"Para tudo há uma ocasião certa; há um tempo certo para cada propósito debaixo do céu. "
Eclesiastes 3.1

Cultura Evangélica,

O ser humano moderno se acostumou a desrespeitar os ciclos naturais da vida e a usar a inteligência dada por Deus para recriar uma atmosfera artificial que promova um crescimento acelerado para tudo.

Com isso, muitos cristãos não aceitam mais viver os ciclos de plantação, germinação, crescimento, fortalecimento e reprodução planejados pelo nosso criador em suas vidas. Querem crescer rápido, se expandir logo e conquistar tudo em pouco tempo.

Na agricultura, o uso de aditivos químicos para o desenvolvimento acelerado e a maturação das frutas, verduras, legumes e cereais, tira a vitalidade desses alimentos, e consequentemente a função primordial deles em nosso organismo.

Há tempo de nascer e de morrer, de se esforçar e de descansar, de sofrer e de curtir, de falar e de se calar, de orar e de testemunhar. Estes ciclos naturais se aplicam a todas as áreas da nossa vida: física, espiritual, escolar, profissional, ministerial, entre outras.

Que sejamos todos como a árvore plantada junto ao rio, que no devido tempo dá o seu fruto, cheio de força vital. Se tivermos nossas raízes plantadas na fonte de águas vivas, que é Jesus, tudo o que fizermos será bem sucedido.

 

Tsuli Narimatsu
Gestora de Comunicação da Portas Abertas Brasil

DIP 2011

No último fim de semana (19) diversas igrejas brasileiras realizaram o Domingo da Igreja Perseguida (DIP). Outras igrejas ainda realizarão o evento de propagação da causa dos cristãos perseguidos em outra data. E em muitas outras ainda é tempo de prospectá-las para o próximo DIP!

Louvamos ao Senhor por todos os voluntários, correspondentes locais, pastores e colaboradores que dedicaram tempo, oração e esforços pessoais. Até o DIP 2012!

A notícia de destaque da semana:

Governo tenta impedir evangelistas
NEPAL - O governo nepalês está tentando aprovar uma legislação para impedir a propagação do Evangelho. Uma das propostas prevê até cinco anos de prisão ou multa de US$ 700 para quem pregar ou "tentar" persuadir os outros a mudar de credo. Agradeça a Deus pela liberdade que temos no Brasil e ore para que nossos líderes tenham uma conduta baseada nas Escrituras.

9º Curso para líderes de Ministério com Crianças

Uma Bíblia e uma bola podem levar muitas crianças para Jesus. Aprenda a usar o esporte e a recreação junto com estudo bíblico e discipulado para pequenos grupos infantis. Sábado, dia 02/07/2011 9h, às 16h, em São Paulo (SP). Inscrição individual: R$ 25,00, em grupo R$ 15,00. Para mais informações acesse: http://treinamento.em.org.br

 
.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


LANÇAMENTO
DVD Mulheres da Igreja Perseguida por R$30,00




Rio da Janeiro: Votação do PEC 23/2007 hoje



Projeto de lei pró-gay PEC 23/2007 será votado nesta terça-feira; Pastor Silas Malafaia faz campanha contra
Pastor Silas Malafaia relembra em seu Twitter sobre a votação da PEC 23 nesta terça-feira, “Vamos encher a caixa de email dos deputados do Rio de Janeiro para votarem contra o PEC 23 amanhã”.

A PEC 23/2007, de autoria do deputado Gilberto Palmares, prevê a inclusão da orientação sexual no rol dos direitos fundamentais previstos na Constituição. Segundo Malafaia, a PEC 23/2007 é mais uma emenda inconstitucional.

O Pastor Silas já havia apelado anteriormente para que todos enviassem emails aos deputados para votarem contra o projeto de emenda. Isso causou, certa indignação por parte dos evangélicos quando descobriram que a maioria dos deputados evangélicos haviam votado a favor na primeira votação em 25 de maio.

No dia em que foi aprovada apenas dois deputados evangélicos haviam votado contra, Flávio Bolsonaro e Edson Albertassi. O ativista pró-vida Julio Severo, um dos indignados, apontou uma lista de deputados evangélicos que votaram a favor em seu blog. Isso gerou controversas no meio cristão.

Contudo, Malafaia esclareceu que no dia da votação houve uma “jogada” em que os deputados evangélicos não perceberam e votaram a favor da PEC 23/2007, inclusive o seu irmão Samuel Malafaia.

Apesar dos debates, todos agora parecem querer somente preparar-se para impedir a aprovação do projeto.

O ativista pró-vida exortou: “Se a população do Rio não reagir rápido, cobrando energicamente dos deputados cristãos que aparentemente estão tirando uma soneca ou até votando a favor do mal, o Rio de Janeiro poderá se tornar no Brasil o primeiro palco de uma sociedade sob uma lei onde a ordem suprema é a total reverência à sodomia.”

Monday, June 20, 2011

Juiz cancela casamento gay e afirma: STF 'ultrapassou limites'

Juiz cancela casamento gay e diz que STF 'ultrapassou limites'


RIO DE JANEIRO
O juiz Jeronymo Pedro Villas Boas, que cancelou na última sexta-feira (17) um dos primeiros contratos de união civil entre homossexuais do país, disse que não tomou a decisão por discriminação.

Sunday, June 19, 2011

Ministro do STF votará pela liberação da maconha em cultos religiosos

Maconha pode ser liberada para uso em cultos religiosos, opina Ministro do STF

O ministro Celso de Mello (foto), 65, do STF (Supremo Tribunal Federal), deu indício ontem de que votaria a favor da liberação do uso da maconha para uso de cultos religiosos.

Ele fez uma comparação com a utilização já permitida do consumo de chá de ayahuasca – uma substância psicotrópicas – pelas igrejas do Santo Daime e da União do Vegetal.

Disse que o uso do psicotrópico, nesse caso, está vinculado à “liberdade de crença, de culto, de organização religiosa e a liberdade contra a interferência do Estado”, conforme previsto na Constituição...

Tuesday, June 14, 2011

Documentos revelam perseguição contra evangélicos durante a ditadura militar

g.jpgDocumentos revelam como eram tratados evangélicos na ditadura militar

No primeiro dia foram oito horas de torturas patrocinadas por sete militares. Pau de arara, choque elétrico, cadeira do dragão e insultos, na tentativa de lhe quebrar a resistência física e moral. "Eu tinha muito medo do que ia sentir na pele, mas principalmente de não suportar e falar. Queriam que eu desse o nome de todos os meus amigos, endereços… Eu dizia: 'Não posso fazer isso.' Como eu poderia trazê-los para passar pelo que eu estava passando?"

Argélia: 05 anos de cadeia por presentear vizinha com CD cristão

Cristão é condenado a cinco anos de prisão por dar um cd ao vizinho

Isto é islã!!!

Um juiz na Argélia condenou um cristão por ter insultado o profeta do Islã. A notícia surpreendeu a comunidade cristã. Siaghi Krimo foi condenado a cinco anos de prisão por entregar um CD sobre o cristianismo a uma vizinha, que alegou que ele insultou Maomé. Krimo também foi multado em 200 mil dinares argelinos (US$ 2.760), segundo a imprensa argelina.

Casal de Pastores e pais da cantora Katy Perry alertam: ela não serve a Jesus

Minha filha não serve ao Senhor, diz pai de Katy Perry

De acordo com o jornal New York Post, o pai da cantora Katy Perry, o pastor Keith Hudson esteve na Inglaterra participando de um culto e afirmou: sua filha não serve ao Senhor.

A jovem foi criada dentro da igreja, mas não seguiu a religião dos pais, um casal de pastores.

Filme Heaven’s Rain: Brooks Douglass revive nas telas morte brutal dos pais

Douglass e sua irmã Leslie
Ator Perdoa Assassinos e Estuprador

Como pode um homem sobreviver à morte brutal dos seus pais, perdoar aos assassinos, escrever um roteiro e desempenhar o papel do seu pai num filme sobre o pior dia da sua vida?

Bancada Evangélica quer dados verídicos sobre violência contra homossexuais

Deputado Questiona Dados Sobre Violência Contra Homossexuais

10+ do Mês no Noticiário Evangélico

Posts Comentados Evangélicos no Mundo Israel Igreja Perseguida evangelização Nacionais Pastores Homossexualismo Evangelho no Mundo Testemunhos Boletim de Ocorrências Evangelismo Islamismo Lançamentos Fim dos Tempos intolerância religiosa contribuição evangélica Fim do Mundo Conflito árabe-israelense Oriente Médio Tempo do Fim muçulmanos Apocalipse Desempenho Evangélico leis apostasia Notícias de Israel Islã Fim dos Dias Eventos anticristo homofobia UniãoNet Bancada Evangelica Homofobia X Liberdade de Expressão TRIBUNAIS Política Fim da Igreja Convertidos Conversões Crimes Heresias Tragédias Arrebatamento Ciência Falsas Doutrinas Falsas Religiões Lei Anti-Homofobia sinais dos tempos Arqueologia Ateísmo Filme Grande Tribulação Ciência e Tecnologia Gospel Music Tribulação Direito de Israel ecumenismo Catolicismo PLC 122/06 Acidentes Degradação Moral Restauração de Israel conversão Bíblia X Apostasia Alerta Bíblico Doutrina ICAR IURD Jerusalém Perversão das Leis Casamento Desvarios das Leis Kit Gay Abominações Governo Mundial ONU Terrorismo Discriminação Educação Sexual Gogue e Magogue Ocorrências Polícia Satanismo anticristos Arca de Noé Drogas Política e Religião Seitas Teologia da Prosperidade Comentários Bíblicos Evangelização em Israel Filme Evangélico Livro fé evangélica Bíblia Cartilha Homossexualizante Criacionismo Fanatismo Religioso Sexo Crise Financeira Desvio de Comportamento Ensino Religioso nas Escolas Mídias Homossexualizantes cultura evangélica curiosidades Justiça dos homens X Justiça de Deus Política versus Evangelho SEMANÁRIO EVANGÉLICOS NO MUNDO Sociedade Bíblica do Brasil - SBB Vaticano meditação bíblica 2012 Antisemitismo Doença Espiritual Ferramentas do Evangelho Kit Promiscuidade Liberdade Religiosa Liberdade da Crença Microchips Nova Ordem Mundial Pastortos Pecado Pornografia STF Santificação religiões unidas Alerta Evangélico Direitos Humanos GLS Pedofilia Profecias Maias ecumênico rainha das religiões Ambiente Idolatria Maçonaria Mordaça Gay Novidades da Informatica Terremotos Tribunais de Inquisição Acordo de Paz Arrependimento Bíblia na China Edificação Espiritual Exportando fé GLBT Habeas Corpus Lutero Nova Era ORU Operação do Erro Processo de Paz Protestante Protestantismo Qumran Softwares evangélicos curiosidades bíblicas restauração sentença divina Abaixo Assinado Agentes do Engano Arca da Aliança Arrebatômetro Calendário Judaico Disciplinando os Filhos Divórcio Evangélicos X Carnaval Judeus Messiânicos Ocultismo: Invasão Silenciosa Programa Brasil sem Homofobia Queda Espiritual Símbolos Pagãos Virgindade besta bússola dourada obra de Deus AH1N1 Adoção Anjo Caído Castidade Deísmo Diabo ECA Megaterremoto PNDH3 Pestes Prêmio Nobel da Paz STJ apóstolos
There was an error in this gadget